QUANDO IR

Para quem vai em busca da parte histórica da Grécia qualquer época do ano é boa. Entretanto é importante lembrar que de novembro a março diminui muito o número de ferryboats que fazem a ligação entre as ilhas, dificultando a locomoção. 

Para os que procuram praias, a partir da segunda quinzena de maio já é quente e o calor tende a aumentar progressivamente até julho e agosto,  amenizando um pouco em setembro e outubro, quando ainda é normalmente quente mas com maior tendência a chuvas. 

Da segunda quinzena de julho até o final de agosto são as férias escolares em toda Europa. Nesta época, além de um calor muito forte, que às vezes ultrapassa 40°C, as ilhas estão normalmente lotadas. Naquelas onde não há muita estrutura hoteleira, quem não tiver reservas de hotéis, corre o risco de dormir na praia. Considere ainda que nestes meses os preços aumentam muito. 

Pessoalmente prefiro ir à Grécia no final de maio ou início de junho e em setembro. Na primeira opção tem-se uma temperatura mais quente do ar, mas mais fria dos mares, e na segunda o inverso. Nestas épocas é importante lembrar que, apesar do calor, à noite costuma ventar um pouco e esfriar ligeiramente. Aliás, os ventos são frequentes nas ilhas gregas, especialmente o meltemi, o que às vezes não permite que os hidrofólios (barcos rápidos) ou até mesmo os maiores ferryboats circulem. 

Assim, jamais programe voltar à Atenas, de uma ilha que não tenha aeroporto, em cima da hora de embarcar no avião de volta para seu país. Imagine sempre que o vento poderá lhe causar a perda do vôo. 

Abril e outubro são meses peculiares, nem tão quentes nem tão repleto de turistas. Aqueles que forem nesta época irão se deliciar com tantas paisagens floridas, especialmente em abril. Caso tenha oportunidade de estar no período da Páscoa (atenção : a Páscoa ortodoxa grega tem data diferente da Páscoa católica), o turista vai ficar encantado com a beleza e a grandeza da maior de todas as festas gregas, com diversas procissões, banquetes em plena rua, distribuição de ovos decorados e muita alegria para comemorar a data da Ressurreição de Cristo.

As cores do outono-inverno no Epirus

Para os que pretendem ir no inverno, as visitas às regiões montanhosas (Epirus, Tessália e Grécia Central) e suas estações de esqui são quase que obrigatórias, mas deve-se ter cuidado ao dirigir, em função da neve. O Peloponeso também é lindo durante o outono e inverno. Esqueça as ilhas nesta época do ano; entre novembro e março praticamente nada funciona, incluindo os serviços de barcos e a maioria dos hotéis. A vida noturna das grandes cidades, como Atenas e Thessaloniki, é muito animada também no inverno, com os cafés e bouzoukias lotados pois, independente do clima, a vida dos gregos é estar com os amigos nas ruas.

 

Para Dicas de Viagem

Música : Spasmeno Karavi - Dimitris Basis